Em tempos de grande crescimento para o mercado de vendas online, não há momento melhor para dar uma “arrumada na casa”. O portal de conteúdo digital Smart Insights revelou numa pesquisa recente que os 50 sites de comércio eletrônico que mais cresceram no ano passado tinham uma aparência mais clean, com seus produtos e imagens devidamente organizados e disponibilizados de forma mais atrativa que os seus concorrentes. Portanto, organizar as imagens do seu e-commerce é essencial para atrair mais visitantes, e eu tenho algumas dicas preciosas para compartilhar com você.

Mostre o que o usuário quer ver

Lembre-se que as imagens são o contato mais próximo que seu usuário terá com os produtos quando está comprando em sua loja. Disponibilize imagens dos detalhes, das embalagens e de utilizações específicas (dependendo do tipo do produto).

Dica: Muitas vezes a imagem da embalagem é importante para o usuário, por isso, não deixe de adicioná-la.

Faça Testes AB

Em alguns casos, a apresentação das imagens (como por ex. a primeira imagem utilizada), pode influenciar na conversão dos produtos. Por exemplo, roupas convertem melhor com modelos ou sem modelos? Qual a melhor forma de apresentar peças de cama, mesa e banho? Muitas vezes até mesmo o contexto do e-commerce deve ser levado em conta. Por isso, programar testes AB e descobrir o que funciona melhor para o seu e-commerce é uma excelente ideia.

Atenção ao SKU das imagens

O SKU (Stocking Keep Unit em inglês) é a Unidade de Manutenção de Estoque do seu produto, ou o número de identidade. É uma espécie de código de barras que pode ser lido por qualquer um (máquinas ou pessoas) e onde ficam organizadas todas as informações referentes a um produto específico. Imagine que o produto anunciado é um vestido. O SKU da imagem associada a este vestido poderá conter as informações de cor, tamanho, tipo de tecido etc.

Lembre-se que cada SKU precisa de uma imagem. Mesmo que diferentes SKUs sejam vendidos em uma mesma página, é importante que o usuário tenha contato com todas as opções. Por exemplo, camisetas de cores diversas. Cada camiseta, de cada cor, é uma SKU diferente. Os usuários devem poder ver imagens de todas elas.

O SKU é essencial para a organização do seu e-commerce e fará toda a diferença na hora de fazer um inventário ou substituir um produto esgotado, por exemplo. Para mais informações sobre SKU, siga este link.

Otimize e atualize as suas imagens

Imagens antigas ou de baixa resolução podem arruinar completamente um portal de e-commerce. Portanto, uma boa faxina na aparência da sua loja de vez em quando não fará mal a ninguém. Crie um sistema simples e eficaz de armazenamento dessas imagens mantendo, por exemplo, os seus arquivos originais sem alterações.

Salvar imagens em um servidor seguro, em um computador que não seja utilizado por outras pessoas, também evitará perdas e possíveis acidentes como controle de versão.

Organize as imagens por pastas de fácil compreensão, assim seus colaboradores saberão intuitivamente como organizá-las autonomamente.

Nomeando e organizando imagens

Este passo não só é extremamente importante para a organização das imagens de forma que você e seus colaboradores saibam intuitivamente onde o quê estão determinadas pastas mas também para relevância em termos de SEO. Ou seja, para que estas imagens tenham bom resultados nos motores de busca e ajudem a atrair tráfego para o seu e-commerce. Algumas dicas importantes:

  • Evite caracteres especiais como cedilhas, acentos, pontuações.
  • Utilize traços em vez de espaços (Uma ‘camisa de algodão branca com listras azuis’ deverá ficar como ‘camisa-algodao-branca.jpg’).
  • Como muitos e-commerces oferecem mais de uma imagem do mesmo produto, adicione estes detalhes em cada imagem: ‘gola-camisa-algodao-branca.jpg’ ‘manga-camisa-algodao-branca.jpg’ e ‘embalagem-camisa-algodao-branca.jpg”.

Peso e Qualidade das imagens

Disponibilize imagens de boa qualidade, que possibilite ao cliente utilizar as opções de zoom e ver detalhes do produto. Permitir que as imagens abram num pop-up numa outra janela também pode ser uma boa opção.

O peso das imagens é também um fator super importante e que influencia o rankeamento das páginas (SEO) em motores de busca. O tempo de carregamento das imagens afeta a taxa de rejeição nas lojas online e faz com que os usuários abandonem estas páginas mais rapidamente.

Utilizando imagens para produção de material impresso

Uma vez que as suas imagens para o e-commerce forem tratadas para a web, essas imagens não poderão mais ser usadas para mídia impressa, por várias razões:

  • Resolução: a qualidade das imagens para impressão e digital são diferentes. Imagens para dispositivos digitais são mais leves, mesmo as de maior tamanho, e por isso tem a resolução menor (72 DPI digital X 300 DPI impresso).
  • Esquema de cores: imagens digitais usam RGB (Vermelho, Verde, Azul) e impressas CMYK (Cian, Magenta, Amarelo e Preto).

Muitas vezes os departamentos de design e marketing são independentes e é importante que o de marketing esteja apto a fazer peças simples ou alterações necessárias sem precisar entrar no pipeline do design. Como muitos desses profissionais não tem habilidades em programas de edição, você pode disponibilizar opções adequadas a realidade deles.

Nós recomendamos orientar a sua equipe a fazer cópias das imagens antes de começar a editá-las para outras peças (para evitar acidentes).

Editar e redimensionar imagens

As imagens que representam os seus produtos à venda são o carro-chefe do seu e-commerce por isso, poder editá-las facilmente e a qualquer momento deve ser uma das suas prioridades. Esqueça softwares complicados como Photoshop ou Illustrator, existem diversos editores de imagem disponíveis online e acessíveis a qualquer um. O Canva, por exemplo, é um deles. Com um design clean e user friendly, este editor permite que qualquer pessoa possa fazer alterações em qualquer tipo de imagem como se fosse um designer profissional. Neste editor de fotos, você pode redimensionar imagens do tamanho que desejar, pode adicionar filtros, alterar brilho, contraste, saturação etc. Pode ainda deixar imagens amadoras com aparência profissional e muitas outras opções.

Últimos lembretes:

  • Se faltar espaço no servidor, faça back-ups das imagens.
  • Sempre confira todos os produtos que estão online e veja se as imagens correspondem a eles.
  • Não reduza o tamanho das imagens no HTML para fazer miniaturas (thumbnails).Se uma imagem tem 250×250 pixels e você a reduziu para 40×40, os usuários verão os thumbnails sem problemas, mas o tempo de carregamento será o de uma imagem normal.
  • Não coloque preços, tags, splash e outras informações no arquivo da imagem. Caso queira utilizar esse recurso, verifique se é possível fazer a sobreposição.
  • Nunca se esqueça de atualizar as imagens dos produtos.

E voilá! Seguindo estas dicas que disponibilizamos aqui, o seu e-commerce irá com certeza atrair muito mais visitantes, aumentar significativamente os resultados nos motores de busca, maximizar a experiência dos usuários do seu site e, consequentemente, irá aumentar as chances de vendas em todos os seus produtos.

Espero que vocês tenham gostado das dicas e comentem aqui embaixo como é que vocês lidam com as imagens, os problemas que já enfrentaram ou se tem sugestões para compartilhar. Fiquem à vontade e mãos à obra!